E-commerce de moda: firme a sua marca


Esta semana, Bruno Tonetto, especialista em e-commerce e marketing online e Analista de Marketing Online da KingHost, esteve presente no preview do evento Moda Insights, realizado pelo curso de Moda da Universidade Feevale, com a palestra “O que você quer vestir hoje? A compra online no ambiente fashion”, para convidados e imprensa.

Decidimos escrever sobre os 10 mandamentos do e-commerce de moda em uma série de posts em nosso blog, para você acompanhar tudo que Tonetto falou em sua palestra.

Nosso primeiro post foi sobre o primeiro mandamento: a facilidade de troca. Você confere abaixo a segunda parte dos nossos posts sobre os 10 mandamentos do e-commerce de moda.

2. Assertividade

Firme a sua marca com coisas básicas. De acordo com Tonetto, brasileiro adora ser tratado com exclusividade e de se sentir especial. Portanto, lojas virtuais devem direcionar seu conteúdo ao cliente e fazer com que este cliente se sinta especialmente valorizado. Aquelas que “chamam” seus clientes pelo nome ganham mais simpatia do que aquelas que usam o genérico “visitante”, por exemplo.

Também entra nesse tópico a descrição específica do produto para o cliente. No caso de um e-commerce de roupas, deixar claro o tamanho, tipo de tecido, altura da modelo, modos de lavar, etc.

Abaixo você pode conferir alguns exemplos de e-commerce que conseguiram acertar da assertividade:

assertividade na Dafiti

assertividade na Netshoes

3. Entretenimento

Para Tonetto, moda é entretenimento. As lojas que querem se destacar no cenário da moda devem apostar em possiblidade de entreter o cliente. Um exemplo é a possibilidade de montar o próprio look com as roupas que estão na vitrine virtual.

Em outras palavras, o usuário pode gerar o seu conteúdo a partir do que o lojista apresenta, através de avaliações de look e o lifestyle que está sendo vendido.

entretenimento na Renner

4. Conveniência

O sucesso de uma loja virtual depende de muitos fatores, que vão desde o momento de preencher um formulário até a busca por um produto específico. Mas tudo isso deve ter uma característica: a conveniência. Ater-se a detalhes que irão combinar com determinado perfil e época é fundamental.

Por exemplo, apresentar ao cliente uma promoção do dia das mães quando a data estiver próxima ou apresentar produtos que podem complementar o escolhido pelo consumidor.

As alternativas devem estar claras e, de preferencia, que não exijam muito trabalho do comprador.

Veja algumas lojas que souberam fazer uso da conveniência:

conveniência

conveniência

Comentários

comentário(s)

+ There are no comments

Add yours