InterCon Android 2014 – parte 2


intercon android

Aqui você encontra a segunda parte do post sobre o InterCon Android, evento que aconteceu em São Paulo no dia 20/09. Acesse a primeira parte do post que descreve outras palestras do evento.

Construindo apps de qualidade com a plataforma móvel do Twitter
Luis Cipriani apresentou um caso de uso do CrashLytics, ferramenta muito robusta de crash report e distribuição de betas. Esta ferramenta permite que façamos controle dos crashs que acontecem nos app’s, mapeando-os de forma bem fácil, através de um dashboard. O software inclui também um sistema de distribuição de beta. O melhor de tudo: a ferramenta é gratuita.

Transformações de Views – Inove na interação com o usuário
Pensando em inovação na interação com usuários, Jonas Alves apresentou e analisou transformações de views. Ele demonstrou como manipular os elementos e quais os métodos disponíveis na API do Android. Clique para acessar o repositório com exemplos.

Desenvolva sua App sem gastar energia, agora no KitKat
George Silva apresentou produtos da Intel como o HAXM, emulador de Android que promete acelerar o desenvolvimento de app’s, e o 01.org, um site mantido pelos funcionários da Intel. Logo após, o palestrante falou sobre o Google Cloud Messenger, aplicativo utilizado para envio de dados para os usuários. Além disso, George comentou as mudanças no aplicativo AlarmManager, que é utilizado pra agendar tarefas no smartphone. Além do que já foi mencionado, algumas novidades foram citadas, como o Android L (um nome provisório) e a mudança da máquina pra ART(Android Runtime).

Repensando as técnicas para a qualidade no ecossistema Android
Jorge Diz conversou sobre os modelos utilizados e a serem utilizados no ciclo de desenvolvimento do Android. Ele analisou o Modelo V, Quadrantes de Marick, Pirâmide de Cohn e expôs ferramentas de testes. Jorge afirmou ainda que a plataforma ainda não está madura o suficiente, o que dificulta a implementação de testes. Confira aqui os slides da palestra e abaixo uma lista com algumas das ferramentas de testes citadas:
Robotium
Android Test Kit
UI Automator
Calaba
Appium
Selendroid
Robolectric

Android e NDK – Para além da performance
Ubiratan Soares analisou em sua apresentação a performance em aplicativos Android, principalmente sobre NDK e JNI que permitem a escrita de partes do código em C ou C++, melhorando a performance. Neste aspecto ele citou o uso do LLVM, um compilador C/C++. Falou também sobre o DexGuard e o SnappyBD que são um ofuscador de código e de banco de dados, respectivamente.

Testes de usabilidade ao vivo e o seu aplicativo orientado ao usuário
Horácio Soares foi mediador nas palestras e focou sua participação no tema experiência do usuário (UX). De acordo com ele, o tempo gasto com retrabalho em TI é, em média, 50% do tempo total de um trabalho. Demostrou como utilizar um bloco de post-it’s para fazer testes de usabilidade, permitindo aos participantes observarem o material que ele utiliza pra fazer os testes também. Finalizou sua apresentação destacando que um app precisa ser: desejável, acessível, confiável, fácil de achar, fácil de usar, útil e valioso.

 

Leonéia Evangelista

Leonéia Evangelista

é bacharel em Comunicação Digital pela Unisinos e mestre em Bibliotecas Digitais pelo programa Digital Library Learning (Erasmus Mundus). Trabalha com web há mais de 8 anos e atualmente cursa MBA em Marketing Estratégico.
Leonéia Evangelista

Comentários

comentário(s)

+ There are no comments

Add yours