SEO e Social Media: uma relação íntima


Assim como as funções em um setor de marketing, o SEO e o Social Media se complementam. A soma das duas práticas permite que, além de a comunicação em geral ser mais abrangente e integrada, o Google “entenda” como oferecer a melhor experiência para os usuários que fazem buscas. Explicando, no final de 2014, Matt Cutts, que trabalha no Google há 15 anos disse que tanto o Facebook quanto o Twitter, por exemplo, são tratados como quaisquer outras páginas pela indexação do Google. Ou seja, além de trabalhar no conteúdo e nas tags do seu site, as redes sociais merecem tanta atenção de otimização quanto esses outros canais.

Posts relevantes de redes sociais já aparecem como resultados nas primeiras páginas de busca do Google – e também de outros buscadores. Aí está a importância de considerar palavras-chave e termos relevantes para o seu negócio também na hora de pensar na estratégia de comunicação de suas redes sociais.

E como fica a relação entre textos, palavras-chave, imagens e engajamento?

É verdade que para muitas marcas, o maior engajamento é alcançado a partir do compartilhamento de imagens. Isso não quer dizer que essa seja uma regra que funcionará para todas as empresas! Lembre-se: a melhor estratégia de comunicação é a sua. A que foi testada por você, e que resultou em dados que revelam as melhores práticas para você. O mesmo vale para densidade de textos em posts. Não existe uma receita pronta.

A solução é mesclar, ao máximo, as modalidades e tipos de publicações em redes sociais, blogs, e outros canais de comunicação que você utilizar. A partir de testes, você irá identificar qual é a melhor distribuição de conteúdo, e qual é a melhor maneira de se comunicar com o seu público.

Perceba que as possibilidades são muitas, mas se você preza por solucionar os problemas e conseguir agilidade em seu dia a dia, a melhor dica é: trabalhe no que você, com sua experiência e estudos, já percebeu que pode funcionar para o seu negócio.

Como investir em SEO e Social Media aproveitando seu tempo em alguns passos simples:

  1. Utilize ferramentas gratuitas como Google Trends e o próprio Planejador de Palavras-chave do Google Adwords para saber quais são os tópicos que estão recebendo mais atenção – ou quais são os tópicos que ainda não estão sendo abordados pelos usuários online.
  2. Considere, a partir das buscas feitas no primeiro passo, informações como: volume de buscas feitas para o termo ou assunto pelo qual você fez sua pesquisa. Agora pense sobre como esses assuntos podem ser associados a produtos que são divulgados em páginas de seu site, blog ou ecommerce, que apresentem taxas de conversão altas, por exemplo. Se seu objetivo é movimentar esse número, siga esse caminho. Se seu objetivo for o de acumular cadastros, por exemplo, o raciocínio é o mesmo. Pense nos produtos e serviços que você poderá relacionar a itens que tem bastante volume de busca, e que tem páginas correspondentes que sejam de qualidade.
  3. Nas redes sociais, utilize as hashtags de maneira correta, e aproveite essa ferramenta de compilação de conteúdos para incluir o seu negócio nos resultados de busca por hashtags sobre assuntos relacionados aos tópicos que você selecionou. Ao final dos posts em redes sociais como Instagram, Facebook e Twitter, inclua hashtags com termos valiosos para o assunto sobre o qual você está tratando naquele post.
  4. A relevância não é algo que se conquista em pouco tempo. Entenda que é preciso tempo, dedicação e estudo para que os usuários considerem o seu conteúdo relevante, e ainda mais: para que o Google considere seu conteúdo e o engajamento ao redor dele, também relevante.

Ganhe tempo e experimente tudo o que há disponível para se explorado por sua empresa e a comunicação que ela faz.

Ariadne Cercal

Ariadne Cercal

Formada em Marketing pelo Senac RS e com especialização em Marketing Digital pela FAE (Curitiba).
Ariadne Cercal

Últimos posts por Ariadne Cercal (exibir todos)

Comentários

comentário(s)